sexta-feira, 27 de novembro de 2015

A imaginação já é para servir de pedreiro


Este é o flyer que fiz para a minha primeira exposição no Porto em 2008
(a estreia tinha sido em Rio Tinto no ano anterior)
num bar que agora existe com outro nome e outro dono.
O Mário Cesariny tem um verso que diz:
'A imaginação ainda não é para servir de pedreiro'.
Eu resolvi afirmar com o meu título que era já tempo de construir a casa
e deixar para trás a desesperança que o Cesariny transpirava.
Foi também um título criado para eu próprio ganhar raízes e acordar para a vida.
Os quadros apresentados encontram-se nesta etiqueta,
as fotografias são de péssima qualidade e
alguns quadros precisam de serem recuperados.



Sem comentários:

Publicar um comentário