quarta-feira, 25 de abril de 2018

Para adeptos do kilombo de Palmares

No dia em que nós, portugueses, celebramos o aniversário da nossa revolução
(que nos deu a liberdade de pensar e de reunir e um pouco mais de cultura cosmopolita)
lembro a revolução mais antiga dos negros escravos no Brasil.
Na altura, o Brasil ainda estava sobre domínio (há quem lhe chame colonização) português
e os negros trazidos de Angola por cem anos tiveram na selva amazónica
o que eles chamam de Kilombo de Palmares:
uma espécie de império negro livre da escravidão.
Foram derrotados pelos canhões dos portugueses
mas criaram toda uma cultura,
a que para mim verdadeiramente importa:
a miscigenação.
Viva Gangazumba!


Sem comentários:

Publicar um comentário