segunda-feira, 19 de maio de 2014

Cowboy de esporas prateadas


'Cowboy de esporas prateadas'
Lápis e pastel de óleo sobre folha de papel canson
1997
ZMB

Eu ia partir. O desejo era não mais voltar.
Quis deixar-lhe algo para ela não esquecer. 
Fui a sua casa. Toquei à campainha. Ela não estava.
Toquei em qualquer campainha. Abriram a porta do prédio.
Deixei-lhe este trabalho por debaixo da sua porta.

Sem comentários:

Publicar um comentário